Mais 600 agentes vão reforçar o combate à dengue
Dislexia dificulta identificação de palavras

Tatuador se destaca na Capital Federal com 12 premiações acumuladas

Tempo de leitura 2 minutos – 07/10/2019

Dentre as especialidades do brasiliense estão Realismo, Black and Gray e Cover Up

Diego Andrade atua há 15 anos no mercado de tatuagens da capital brasileira. Hoje, com a carreira consolidada, o artista acumula 12 premiações em diversas categorias, dentre elas Realismo e Black and Gray. Diegão Tattoo, como é conhecido pelos clientes, já ministrou cursos para amadores e trabalhou na Itália por um ano, mas essa trajetória foi traçada aos poucos.

A profissão dos sonhos apareceu como uma oportunidade inesperada. Desde a infância, Diego se destacava na escola, entre professores e amigos, pela sua intimidade com o lápis e o papel. Os desenhos do menino sempre surpreendiam e, com o tempo, as técnicas o ajudaram a aperfeiçoar sua arte.

Na juventude, Diegão cedeu à pedidos e fez desenhos que marcaram permanentemente a pele dos amigos. O tatuador teve seu primeiro estúdio improvisado na casa da mãe, Marinalva Soares, em Taguatinga (DF). O local não era favorável para receber os clientes e adquirir o profissionalismo que almejava. Com tempo e experiência, Diego montou um novo ambiente de trabalho equipado e com localização mais acessível, no centro da cidade.

Trabalho de qualidade

Segundo André Ferreira, 40 anos, o que ajudou Diegão a impulsionar a carreira foi o talento diferenciado do tatuador. O servidor público já realizou dois projetos no estúdio de Diego: um desenho feito em homenagem a família e, outro, para cobrir tatuagens antigas. Há uma sessão do fim do projeto, André incentiva a esposa a fazer uma tatuagem com o mesmo profissional. “Por onde eu passo, todo mundo pergunta das minhas tatuagens e o Diegão é um profissional que eu recomendo sem sombra de dúvidas”, afirma André.

Além de Realismo e Black and Gray, o cover up é uma das especialidades do tatuador. A técnica consiste em cobrir uma tatuagem antiga, da qual geralmente o cliente não se agrada mais, por uma nova, de forma discreta, sem que o desenho anterior fique exposto ou atrapalhe o projeto atual.

Foi em busca de um cover up que Eduardo Gonçalves, 38 anos, se tornou cliente de Diegão. “No fim do ano passado resolvi cobrir minhas tatuagens antigas com temas religiosos”, conta. Segundo o confeiteiro, o resultado foi um sucesso. “Estou muito feliz com o trabalho dele, é um profissional ímpar”, comenta Eduardo, o qual fez duas coberturas e tem dificuldade para escolher a preferida. Ele afirma: “O trabalho do Diegão ficou perfeito”. Eduardo concorda que o diferencial de Diego está no talento, mas, para ele, o carisma é um ponto a mais: “Ótimo papo e muitas risadas durante as sessões”.

Um artista completo

“É uma obra, ele fez um verdadeiro quadro nas minhas costas”, relata Sandra Leal, 43 anos. Ao procurar um tatuador que realizasse cover up, a professora de teatro se deparou com Diegão Tattoo e foi surpreendida do início ao fim do projeto. Sandra chegou ao estúdio com um desenho próprio e, por indicação do tatuador, uma nova ilustração foi pensada em conjunto, alterando as ideias iniciais da cliente. “Eu fiquei anos pensando no desenho, procurando um profissional e nada me agradava, não sei como ele conseguiu chegar em uma ideia que me atendia muito bem”, comenta.

Hoje, a professora fala da nova tatuagem como quem descreve uma verdadeira obra de arte: “A rosa é muito real, ela tem um toque aveludado, é inacreditável”. De fato, o trabalho foi feito por um artista. Escultor e pintor, Diego realiza diversos trabalhos artísticos além dos desenhos sobre pele. O que iniciou como hobby, tomou espaço na vida do tatuador e hoje ele faz pinturas hiperrealistas sobre telas e esculturas em gesso. Ainda, ao longo da carreira, trabalhou com criação de logomarcas, interesse despertado no pouco tempo em que cursou design gráfico.

Ser um profissional multitarefa exige tempo, por isso a agenda de Diego é cheia e disputada, um cliente pode chegar a dois meses de espera para conseguir a sessão. Em uma rotina corrida, o tatuador faz em média três sessões, de duas horas cada, por dia, intercalando com elaboração de desenhos e projetos. Apesar disso, André Ferreira afirma valer a pena a espera: “Demoramos um pouco para fazer a tatuagem por causa de agenda, mas o atendimento dele é diferenciado, a paciência, a calma e principalmente o talento”.

Em meio a celeridade do dia a dia, Diego reservou tempo e espaço para participar de projetos sociais. Por iniciativa de um grupo de tatuadores do Distrito Federal, ele fez uso das técnicas de tatuagem para restaurar mamilos de mulheres que sofreram com câncer de mama. Em maio de 2018, também presenteou com uma tatuagem a pessoa que contasse a história mais marcante com a mãe, como forma de celebração do Dia das Mães.

“O estúdio dele, além de lindo, é super limpo e aconchegante. Um ambiente familiar e acolhedor”, descreve Sandra Leão.

Atualmente, Diego atende em estúdio localizado no Endereço SHCSW lotes 3/4/5 Centro Clínico Sudoeste (ao lado do HFA – Hospital das Forças Armadas)., Brasília, Brasil, 70673416

Instagram: @diegaotattoo

Telefones para contato: (61) 9.9338-6759 | 98154-8465

  • Texto por Marisa Wanzeller

Antes e depois das tatuagens serem cobertas

Tatuagens premiadas

Outros Temas

Veja o portfólio do tatuador clicando aqui