Equipes volantes para agilizar exames
Cinema sobre rodas no Maranhão

Senadora Leila destina R$ 100 mil em apoio à mobilização nacional contra endometriose

Senadora Leila Barros

A Mobilização Nacional Contra a Endometriose receberá R$ 100 mil em emenda destinada pela senadora Leila Barros (PSB-DF). O recurso será repassado pelo Ministério da Cidadania para custear parte da produção do documentário “Endometriose, é preciso saber”, dirigido pela documentarista e roteirista Emília Silveira.

O filme integra uma campanha nacional de conscientização sobre a doença. Como ainda é pouco diagnosticada precocemente, a endometriose destrói diversos órgãos das pacientes e pode levar à incapacidade funcional e ao comprometimento da qualidade de vida.

Além de dor, a endometriose pode causar grande sofrimento à mulher, com cistites, sangue na urina, disfunções no instestino e no reto, e diminuição da capacidade de engravidar. “A endometriose é considerada ainda invisível e este documentário certamente irá contribuir para tirar a doença dessa invisibilidade, melhorando a vida de muitas mulheres que não sabem que têm a doença”, ressalta a senadora.

A doença ainda é “invisível” porque alguns sintomas são confundidos com outras causas, como cólica menstrual, dor na relação sexual, obstipação intestinal ou diarreia no período menstrual, sangramento nas fezes e urina, infertilidade, entre outros. Mas é preciso estar atenta porque a endometriose pode atingir outros órgãos.

Para ter o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento o quanto antes, a mulher deve realizar exames clínicos e de imagem, que ajudam a identificar cistos da doença nos órgãos da pelve. O ultrassom pode localizar focos profundos da doença.

Senadora Leila Barros