Seleção brasileira de boliche treina no Rio antes do Pan

Poesias de Luziana Navarro
03/07/2019
Embaixada da Alemanha realizará mais uma edição do seu Dia das Portas Abertas
15/07/2019
Exibir tudo

Seleção brasileira de boliche treina no Rio antes do Pan

A equipe, formada pelos atletas Stephanie Martins (SP), Roberta Rodrigues (SP), Marcelo Suartz (RJ) e Bruno Costa (MG), com o técnico Márcio Vieira (RJ) e a chefe de equipe Karla Redig (RJ), vai se concentrar no Rio do Janeiro antes da viagem para o Peru no fim do mês de julho, quando disputa os Jogos Pan-Americanos no Peru.

Programação

Os jogos serão disputados no período de 24 a 30 de julho de 2019. Após os treinos no Brasil, que já estão sendo realizados no Boliche Social Club do Norte Shopping, no Rio de Janeiro, a seleção embarca para Lima no dia 21. Os treinos livres serão nos dias 22 e 23, para reconhecimento das pistas. No dia 24 são os treinos oficiais. O torneio começa dia 25, mas o início solene será somente na noite da sexta-feira, 26, com a cerimônia de abertura.

Os brasileiros disputarão provas nas categorias Individual Masculino, Individual Feminino, Duplas Masculinas e Duplas Femininas. A programação prevê medalhas a partir do dia 27, data de premiação das duplas. Nos dias 28 e 29 são as partidas individuais e no dia 30 são as semifinais e a final, com a entrega de medalhas a partir das 18h30.  No dia 31, a seleção embarca de volta para o Brasil.

Segundo o presidente da Confederação Brasileira de Boliche (CBBOL), Guy Igliori, a expectativa é grande, tendo em vista o reforço que as equipes internacionais estão levando para os Jogos: “Sabemos que este ano a disputa está ainda mais competitiva que no Pan anterior, pois o nível dos atletas subiu: participam vários atletas profissionais de outros países, sendo que pelo menos metade dos participantes jogam a liga profissional americana – como é também o caso da Stephanie, uma das representantes do Brasil. De todo modo, temos muitas chances”.

Não está prevista transmissão ao vivo, mas a CBBOL fará a divulgação de flashes das partidas pelo Facebook e postagem de fotos em tempo real no Instagram. Acompanhe as redes sociais do @bolichebrasil.

A equipe

Marcelo Suartz, o Ouro no Pan 2015

O paulistano Marcelo Suartz está filiado à Federação do Rio de Janeiro, onde joga pelo Clube Vasco da Gama. Dentre suas principais conquistas, destaca-se a Medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos, que conquistou de 2015. É o único brasileiro com duas partidas perfeitas nos Estados Unidos homologadas pelo USBC (United States Bowling Congress), a entidade máxima do boliche norte-americano, em 2007 e 2017.

Chama-se Partida Perfeita quando um jogador consegue fazer uma linha completa com 12 strikes. atingindo o máximo possível de pontos numa só partida, ou seja 300 pontos. No registro brasileiro de partidas perfeitas Marcelo tem mais dois 300 homologados, em 2016 (na Eliminatórias Brasileiras) e 2012 (no Ibero-Americano). Marcelo também foi Campeão Interamericano PABCON 2012 e Campeão dos Jogos Sul-Americanos ODESUR 2014. Conseguiu se classificar em três edições da Copa Mundial QubicaAMF, conquistando a melhor posição de um brasileiro por duas vezes.

No ano passado, na 54.ª edição da Copa Mundial, realizada em Las Vegas, nos Estados Unidos, foi o 7.º lugar com 214,57 de média. Em 2010 na 46.ª edição da Copa Mundial, realizada em Toulon, na França, foi o 40.º com 197,10 de média. Na sua primeira participação em Copa Mundial QubicaAMF, em 2007 na 43.ª edição realizada em São Petersburgo, na Rússia, foi o 7.º colocado com 217,68 de média, a melhor classificação e média do Brasil até hoje. Também foi o 5.º lugar no Campeonato Mundial Individual da WTBA (World Ten Pin Bowling Association) em 2016. Fez faculdade nos Estados Unidos, onde conquistou o Campeonato Americano Universitário em 2012, pela Webber University, e foi eleito o melhor jogador universitário norte-americano em 2011. É tricampeão Brasileiro Individual Adulto, em 2017, 2016 e 2014, e igualmente tricampeão Brasileiro Individual Juvenil. Marcelo foi Medalha de Prata no PABCON Inter-Americano 2018, em dupla com Bruno Costa.

Bruno Costa, com DNA de campeões

O mineiro Bruno Costa conquistou recentemente o título máximo nacional pela primeira vez. Está filiado à Federação Mineira de Boliche mas joga pelo Clube Fluminense do Rio de Janeiro. É o único canhoto do quarteto. Bruno é filho do maior campeão brasileiro de todos os tempos, Walter Costa, e também da super campeã Jacque Costa, ambos de Minas Gerais. Bruno foi vice-campeão Sul-Americano no ConsuBowl 2017 e Medalha de Prata no PABCON Inter-Americano 2018. Ele tem uma partida perfeita (300 pontos) homologada oficialmente em 2014 na Taça São Paulo.

Stephanie Martins, a Campeã Recordista

Stephanie Martins é filiada à Federação Paulista de Boliche e joga pelo Esporte Clube Pinheiros, que frequenta desde pequena. É Octacampeã Brasileira de Clubes, Bicampeã Brasileira Individual (2017 e 2018) e Bicampeã Universitária nos Estados Unidos pela Webber University. Foi campeã e recordista Pan-Americana no PABCON Feminino de 2018, disputado em Santo Domingo, na República Dominicana. Stephanie quebrou o recorde Pan-Americano de seis games com 226 + 221 + 279 + 279 + 245 + 268, totalizando 1.518 pinos e a sensacional média de 253,00. Foi a primeira brasileira, e única até agora, a ser aceita na PWBA (Professional Women Bowlers Association). Em 2015, durante a 51st QubicaAMF Bowling World Cup, Las Vegas, Estados Unidos, foi a primeira brasileira – inclusive entre os homens –  a liderar uma fase classificatória. Stephanie voltou a representar o Brasil na 53.ª Copa Mundial, no México. No ano passado, retornou a Las Vegas para a 54.ª Copa Mundial, na sua segunda participação nessa cidade norte-americana, e a terceira na QubicaAMF Bowling World Cup.

Roberta Rodrigues, a Hexacampeã Brasileira

Roberta Rodrigues é filiada à Federação Paulista de Boliche e joga pelo Esporte Clube Pinheiros, como atleta convidada. Roberta já foi seis vezes Campeã Brasileira Individual, em 2016, 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. Octacampeã Brasileira de Clubes, Bicampeã Sul-Americana Individual na Fase Master e Medalha de Bronze no Pan-Americano Campeão dos Campeões, também foi medalha de Prata no Campeonato Ibero-Americano de Bowling, disputado em Buenos Aires, Argentina. Participou duas vezes da Copa Mundial de Boliche QubicaAMF, a primeira vez em 2009 (45.ª edição), na Malásia, e a segunda em 2016 (52.ª edição), na China, terminando na 15.ª posição com 194,79 de média em 24 partidas.

(Currículos dos atletas com informações do site https://boliche.com.br/boliche-no-pan-lima-2019/)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *