Projeto de Delmasso cria campanha de prevenção à síndrome do pensamento acelerado
APROVAÇÃO DE BOLSONARO MELHORA E CHEGA A 34,5%, DIZ PESQUISA CNT

Postos de assistência técnica aprimoram política habitacional Atual gestão da Codhab está focada em desburocratizar processos para simplificar a vida de quem precisa de moradia popular

Moradora da Estrutural, Maria Costa (à dir.) recebeu um dos primeiros atendimentos do novo posto | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

Criados para reduzir filas com a descentralização do atendimento da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF), já são 12 o número de postos de assistência técnica vinculados à instituição (veja a lista ao final desta reportagem). Lá, a população pode obter desde um simples esclarecimento de dúvidas quanto à política de moradias até a inscrição para programas, como o Morar Bem, além de receber informações sobre a regularização de sua casa.

O Posto de Assistência Técnica da Cidade Estrutural, por exemplo, está de endereço novo. A mudança se deu justamente para seguir a filosofia da atual gestão da Codhab, que é a de simplificar a vida de quem precisa de moradia popular. A estrutura de atendimento agora funciona no centro da região administrativa. Antes, estava fixada no setor chamado Santa Luzia, mais distante.

“Temos uma missão muito grande de reduzir esse déficit de moradias e regularizá-las”
Wellington Luiz, diretor-presidente da Codhab

A mudança de casa foi aprovada pela dona Maria Costa Araújo, 65 anos. Moradora da Quadra 1 da Estrutural, ela foi uma das primeiras pessoas atendidas no novo posto da Codhab. Maria foi pegar informações sobre o protocolo de entrada na escritura de sua casa. “Aqui é melhor porque é mais bem localizado que o endereço anterior”, comparou.

O posto de assistência, aliás, será fundamental para esse processo de regularização fundiária na Estrutural. A Codhab dará início à habilitação dos moradores da cidade com o intuito de promover a titulação de imóveis. Os primeiros a receber a notificação foram os moradores do Setor Leste. Eles terão o prazo de 30 dias para providenciar a documentação solicitada, de acordo com a data que constará na carta convocatória. O horário de atendimento é de 8h45 às 12h e das 13h45 às 17h, de segunda a sexta-feira.

Além de contar com a estrutura de um atendimento na sede da Codhab, que fica no Setor Comercial Sul, com atendentes conectados à rede da companhia, o posto da Estrutural também possuirá um outro módulo, com atendimento de engenheiro, arquiteto e de assistente social. Eles, por exemplo, podem orientar os mutuários na reforma de suas casas.

Nesse caso, o espaço do posto é utilizado como uma sala de reunião.
A oferta desses serviços, aliás, é determinada pela Lei nº 11.888, de 2008, e a Codhab tem sido referência na aplicação dela. “A gente leva conscientização sobre a importância do arquiteto e do engenheiro dentro da construção. Considerando que a moradia tem uma função social, quando ela nasce com problemas de insalubridades e de segurança gera outros problemas que estão correlacionados com a família, desde doenças específicas até o próprio adoecimento”, explica a arquiteta e urbanista da companhia Sandra Marinho.