Cabine isolada: modelo de restaurante com isolamento chega a BsB
[Festuris Live #21] Germán Cardoso (Ministro do Uruguai): Como está sendo a reconstrução do turismo uruguaio?

PERNAMBUCANA COMANDARÁ FÁBRICA DA JEEP

Foto: Divulgação

06 de julho 2020

Juliana Coelho será a primeira mulher a assumir o cargo na América Latina e ficará à frente da mais moderna fábrica da FCA no mundo

O Grupo FCA (Fiat Chrysler Automobile) confirmou que o Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE), passa a ser liderado pela pernambucana Juliana Coelho. Aos 30 anos, a engenheira assume o cargo de Plant Manager de uma das mais modernas fábricas da FCA no mundo. É a primeira vez que uma mulher assume o cargo na América Latina. “Estou feliz em estrear esse novo ciclo na FCA, é um desafio e eu gosto de desafios”, afirma a pernambucana, que começou sua trajetória no mercado automobilístico dentro do grupo.

Juliana iniciou a carreira em 2013, como especialista de processo de pintura, tendo passado por treinamentos em fábricas da FCA na Itália e na Sérvia. Fez parte do primeiro time de funcionários do Polo Automotivo Jeep e desde então vem construindo uma carreira ascendente na empresa. Já exerceu os cargos de supervisora e gerente da pintura e gerente da montagem na Jeep, além de, mais recentemente, ter chefiado a área responsável por novos desenvolvimentos na manufatura LATAM, no Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG). “Cresci com o DNA Jeep e essa experiência no Vehicle Line Manufacturing LATAM me deu a oportunidade de entender melhor a região da América Latina, de adquirir uma bagagem interessante para essa nova etapa”, afirmou Juliana Coelho.

Juliana irá assumir o lugar do engenheiro italiano Pierluigi Astorino (38 anos) que foi nomeado diretor de manufatura da Fiat Chrysler Automóveis para a América Latina. Ele deixa a função de Plant Manager do Polo Automotivo Jeep, em Pernambuco. Astorino, por sua vez, sucede o também italiano Francesco Ciancia, que retorna à Itália com a missão de liderar a manufatura dos brands Maserati e Alfa Romeo.

Fonte JC comércio
Por Edson Vieira