Juntos pelo turismo regional, uma causa compartilhada
GDF aumenta quantidade de fiscais e endurece punições

Hemocentro não faz testes de Covid-19; População precisa continuar doando sangue

Foto: Divulgação

20 de julho 2020

Com tantas informações sobre a pandemia de coronavírus que assusta todo o mundo, muitas vezes a população pode ficar com dúvida sobre onde e como fazer o teste que detecta o vírus Covid-19. (A foto principal desta reportagem foi tirada antes da pandemia de coronavírus).

Para orientar a população do Distrito Federal, a Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) explica que o teste para Covid-19 não é feito pelos bancos de sangue brasileiros, pois há evidências científicas de que a doença não é transmitida pelo sangue.

Comunicado no site do Hemocentro explicando para a população

Diante disso, o Hemocentro orienta que todas as informações e serviços relacionados a testes de coronavírus devem ser tratados nos postos de atendimentos específicos organizados pela Secretaria de Saúde do DF. No final de junho a SES-DF anunciou a ampliação de testes da Covid-19, passando a ser feitos nas 172 unidades básicas de saúde (UBSs), em vários tipos de acordo com o perfil de cada paciente. “Essa informação é de utilidade pública, uma vez que a população precisa saber que o Hemocentro está empenhado nas causas da doação de sangue e medula óssea e que os testes de coronavírus são feitos em outro local, conforme definido pela Secretaria de Saúde”, afirma o diretor-presidente Osnei Okumoto.

Diretor-presidente do Hemocentro, Osnei Okumoto

O Hemocentro de Brasília segue com seu expediente de atendimento a população em relação a doação de sangue. O doador precisa estar saudável para realizar o ato e, em caso de suspeita ou identificação do vírus, não deve comparecer ao Hemocentro e precisa entrar em contato com um dos locais de testagem.

Clique aqui e veja como agendar sua doação da sangue individual ou em grupos, além de poder se cadastrar como doador de medula óssea (http://www.hemocentro.df.gov.br/doacao-de-sangue-agendamento-e-obrigatorio/)

Mas, é seguro ir ao Hemocentro doar sangue durante a pandemia?

Desde a declaração de pandemia do coronavírus pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a Fundação Hemocentro de Brasília adotou medidas de precaução. As rotinas de limpeza e desinfecção das áreas comuns se tornaram mais frequentes, e o espaço entre as cadeiras das salas de espera e as da sala de coleta foi ampliado.

O candidato à doação de sangue também precisa se manter atento às orientações preventivas: utilizar máscara, lavar as mãos com água e sabão, higienizá-las com álcool em gel, manter distância das outras pessoas. Em caso de qualquer sintoma como febre, tosse, irritação ou dor de garganta, não comparecer ao Hemocentro.

“A população pode confiar nas ações de biossegurança que garantem as condições adequadas para a doação de sangue. Doe, não deixe para amanhã. Agende seu horário e salve vidas”, conclui Osnei Okumoto.

Fonte: DFinforma