Como podemos ajudar os clientes nesse momento?
Maia: Bolsonaro responderá “pessoalmente” se der ordem contra isolamento

Governo Bolsonaro sofre uma intervenção consentida

Governo Bolsonaro sofre uma intervenção consentida - Foto: Divulgação

06 de abril 2020

O ministro chefe da Casa Civil, general Braga Netto (Foto), assumiu o papel de “interventor soft” no Palácio do Planalto. Sua nova atividade informal foi produto de um “acordo por cima”, envolvendo ministros e comandantes militares e o próprio presidente da República. Braga Netto tem grande empatia com Bolsonaro.

 

Sua “intervenção” busca reduzir a exposição do presidente, deixando-o “democraticamente” (Apud Paulo Guedes) se comportar como se não pertencesse ao seu próprio governo. O general passa a enfeixar as ações do Executivo na crise. Pode, inclusive, contrariar as declarações de Bolsonaro.

 

A “intervenção” de Braga Netto ocorre em um momento em que o risco de crise política e institucional ameaça acender o sinal vermelho. O ministro da Casa Civil atuará como chefe do gabinete da agrura nacional. Essa deliberação já foi comunicada, com os devidos cuidados, aos ministros e às principais autoridades dos Três Poderes.

 

Pelo menos enquanto a grave situação de crise perdurar, o general será o “presidente operacional” do Brasil. Braga Netto assume para distender e organizar, (Relatório Reservado, 31/3/20).

Fonte: brasilagro.com.br