Genoma do COVID-19 aponta que são os EUA e não China a origem do vírus mortal
Consumidores devem ficar atentos a cancelamento de viagens

Delmasso pede suspensão de voos internacionais no aeroporto de Brasília. Inframerica diz que competência é da União

16 de março 2020

O vice-presidente da Câmara Legislativa, Rodrigo Delmasso (Republicanos), quer fechar o Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek para conter a disseminação do novo coronavírus.

Ele enviou um ofício ao presidente da Inframerica, Jorge Arruda, com pedido de que sejam suspensos todos os pousos e decolagens de voos com procedência internacional.

 

Delmasso cita como justificativa duas coisas: a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou a crise com o coronavírus como pandemia; e até agora, todos os 14 pacientes infectados vieram de viagens à Europa e aos Estados Unidos.

 

No ofício, o distrital pede ainda que todos os passageiros procedentes de cidades em que foram registrados mais casos de Covid-19 sejam submetidos a triagem da Vigilância Sanitária antes de desembarcarem.

 

Ele cita São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Belém e Manaus.

 

A Inframerica informou:

A Inframerica informa que ainda não recebeu o referido ofício e que portanto só irá se manifestar quando for oficialmente informada.

Importante ressaltar que a competência para legislar sobre a infraestrutura aeroportuária é da União, com quem temos um contrato de concessão. E não há nenhuma decisão dos órgãos federais neste sentido.

A prestação do serviço aeroportuário e as operações aéreas continuam ocorrendo normalmente.

A concessionária do Aeroporto de Brasília ressalta que já vem tomando medidas de prevenção no Terminal aéreo e esta semana recebe a parceria do Governo do Distrito Federal para novas medidas de prevenção da disseminação do COVID-19 na Capital, e, ao mesmo tempo, garantir conforto e segurança para aqueles que passam pelo terminal.

Fonte: Correio Braziliense