O Desabafo de Uma Médica de Belém-PA “Os Hospitais de Campanha Salvarão Muitas Vidas”
CEO da Lufthansa diz que companhia aérea perde 1 milhão de euros por hora durante a pandemia
Exibir tudo

Delmasso pede cancelamento de anuidade do Conselho Federal de Odontologia

Foto: Divulgação

05 de maio de 2020

Profissionais estão com consultórios esvaziados desde início da quarentena

Nesta terça-feira (5), o deputado Delmasso (Republicanos-DF) solicitou o cancelamento da obrigatoriedade de pagamento da anuidade 2020 aos profissionais da odontologia. Via ofício, o parlamentar, representando um grupo de cirurgiões-dentistas do Distrito Federal, solicita o cancelamento da anuidade de 2020 e um desconto de 50% na anuidade de 2021.

O ofício 168/2020 expõe ao presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), Juliano do Vale, que desde o início da quarentena, a única fonte de renda para a maioria desses profissionais foi interrompida. “Estão todos agora em casa e mesmo aqueles que ainda tentaram seguir no atendimento em seus consultórios com todos os protocolos de proteção, tiveram suas agendas esvaziadas”, argumenta o deputado Delmasso em seu pedido.

Sem a presença do paciente no consultório, não há atendimento odontológico. “Ao mesmo tempo em que os profissionais de odontologia não possuem mais renda, suas despesas profissionais de livro-caixa seguem quase sem alteração: salários e encargos de secretárias, de ASBs, aluguel, taxas condominiais, IPTU, TRRS, manutenção, etc. Além disso, suas profissões, não lhes permite home office, ou atendimento a domicílio”, detalha texto do ofício.

De acordo com o exposto ao deputado Delmasso por representantes da categoria, por conta deste cenário causado pelo coronavírus, a classe se vê preocupada com seus compromissos econômicos, em um momento em que não possuem renda para honrá-los. Então, o ofício pediu a sensibilização quanto à necessidade do cancelamento da anuidade do CFO referente ao ano de 2020 e desconto de 50% no valor de 2021.