Para que serve o saber
The Guardian: Campanha em prol da Democracia no Brasil “vista amarelo para a democracia”

A visão do CEO do Niac Brasil Nelcy Campos Filho para o novo cenário da economia do Nordeste com a chegada constante das águas do Rio São Francisco.

Nelcy Campos Filho, CEO do Niac Brasil

28 de junho 2020

Em entrevista exclusiva a Revista Total/Estação Brasil

TOTAL/EB – Qual a importância da abertura das comportas do Rio São Francisco para o Governo Federal ?

NELCY – A Região Nordeste sempre teve um protagonismo importante na história do Brasil, sediou a capital do país por 214 anos e hoje tem uma população de 53,0 milhões de pessoas em nove Estados da Federação com um potencial de crescimento nos segmentos do Agronegócio, Petróleo e Gás, Turismo, Energia, Têxtil, Setor Automotivo, tendo o Governo Federal investido em 2019 para abertura das comportas R$ 1,3 bilhões, que vão beneficiar no término das obras aproximadamente 395 municípios e um população de 12,0 milhões de pessoas nos Estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, atitude importante do Governo Federal para melhorar a qualidade de vida dos nordestinos, diminuir as desigualdades sociais e aumentar as oportunidades de negócios, geração de novos empregos e renda, contribuindo para o crescimento do PIB do Brasil.

TOTAL/EB – Como o presidente do Banco do Nordeste pode otimizar o crescimento da Região com a chegada das águas ?

NELCY – A revista britânica The Banker ligado ao Grupo Financial Times no início deste ano, escolheu o Banco do Nordeste como líder de desempenho entre os Bancos dos BRICS, competindo com bancos no Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, seguindo rigorosas regras internacionais de Compliance. Acredito que este reconhecimento internacional somado com outros fatores e as condições favoráveis com a chegada constante das águas na região Nordeste, e um planejamento eficiente formulado pelos Ministros Paulo Guedes da Economia, Rogério Marinho do Desenvolvimento Regional, e a experiência do presidente do Banco do Nordeste Romildo Rolim e seus colaboradores apoiando o segmento produtivo das Micro, Pequena, Média e Grandes Empresas através do FNE- Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, e articulado com entidades de classes, associações comerciais, federação das indústrias, empresários, etc., os resultados positivos deverão acontecer ainda este ano.

TOTAL/EB – Quais os segmentos que o senhor ver prioritários para se investir na Região ?

NELCY – O Brasil tem uma grande deficiência na sua infraestrutura e carência na área educacional, isto é prioritário e devemos corrigir o mais rápido possível, mas precisamos avançar também com a aproximação com o comércio exterior, inclusive atraindo investidores americanos, europeus e asiáticos, mostrando ao mundo o potencial do nosso turismo, da nossa cultura e culinária, das belezas naturais, mas também é importante a área da saúde e da tecnologia, uma visão inovadora e empreendedora dos governantes estaduais e municipais iria ajudar muito, inclusive adotando políticas de incentivos na formação e preparação de mão-de-obra qualificada.

TOTAL/EB – Qual vai ser a importância dos governadores da Região Nordeste no período pós-pandemia ?

NELCY – Já passamos por diversas pandemias na história da humanidade, estudamos algumas delas, podemos citar algumas, Peste Bulbônica, Cólera, Varíola, Gripe Espanhola (H1N1), Gripe Suína e Coronavírus, e notamos da importância das atitudes dos governantes da época e as suas tomadas de decisões certas evitando mortes de vidas humanas e o prejuízo na economia local, mas em algumas cidades onde os governantes não tomaram logo as medidas corretas, as cidades desapareceram do mapa.
Acho que os governadores atuais poderiam aproveitar esta experiência escutando a população, os prefeitos, os representantes de classes e os empresários, e adotarem medidas práticas para ajudar as cidades considerando os exemplos bem sucedidos.

TOTAL/EB – Como o Nordeste pode contribuir para o crescimento do PIB brasileiro ?

NELCY – O Nordeste já vem contribuindo a muito tempo para o fortalecimento da economia do Brasil, Recife foi a capital mais antiga do Brasil em 1537, nas Capitanias Hereditárias em 1534 a Capitania de Pernambuco foi destaque, hoje o PIB da Região Nordeste representa 14%, com 25% da população do país, se conseguirmos criar um atrativo para se investir na Infraestrutura e no Turismo com este litoral com três mil quilômetros de extensão e uma vocação forte para o turismo com praias lindas de águas mornas vamos atrair muitos turistas de todo mundo, iremos criar uma usina de empregos para população da Região, precisamos construir hotéis, resorts de primeira linha e pousadas.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

• Curso superior de Ciências Contábeis – concluído em 1984 no Recife no Estado de Pernambuco, Brasil. Universidade Católica de Pernambuco;
• Curso superior de pós-graduação em MBA de Direito em Petróleo e Gás – concluído em 2013 no Recife no Estado de Pernambuco-Brasil na
Universidade Católica de Pernambuco.
• Curso superior em Ciências Jurídicas (concluído até o décimo período com a matrícula fechada e faltado seis disciplinas). Universidade Maurício de Nassau.
Recife-Pernambuco.
• Curso de Ciências Políticas na Universidade Católica de Pernambuco (Pendente a monografia)

EXPERIÊNCIA EM ÓRGÃOS CLASSISTAS

• Conselheiro da Associação Comercial de Pernambuco (ACP), entidade fundada em 1839 e reunindo mais de 400 empresários nos diversos segmentos como: indústrial, comércio, serviços, tecnologia, saúde, agronegócio, etc.;

• Conselheiro do Clube Português do Recife, clube tradicional de Pernambuco fundado em 12 de abril de 1934, é uma agremiação esportiva e social localizada na cidade do Recife, formado inicialmente por descendentes de portugueses que residiam na capital pernambucana, e hoje com vários empresários e empreendedores;

• Conselheiro da Associação Comercial do Rio de Janeiro, fundada em 1809 sendo a segunda mais antiga do Brasil com mais de 1200 associados, recebe presidentes da república, ministros, governadores, empresários, executivos, autoridades para discutir assuntos de interesse da economia, segurança, saúde, meio ambiente, social, energético, etc.

• Conselheiro da Associação Comercial de São Paulo, fundada em 1894 visando defender os interesses dos seus hoje mais de 1900 associados, é a maior do Brasil, representa uma comunidade de empreendedores independente de governos e sem fins lucrativos, representa seguimentos da indústria, comercio, serviços, agronegócio, etc.

EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS

• Sócio e fundador da Forum Auditoria Consultoria e Treinamento S/S Ltda. Empresa fundada em 1992 atuando na área estratégica com médias e grandes empresas nos diversos segmentos nacionais e internacionais;

• Sócio e fundador do Niac Brasil, empresa na área da Inovação & Tecnologia que está integrando às Associações Comerciais do Brasil com empresas brasileiras e estrangeiras através de uma Plataforma de negócios B2B.

SERVIÇOS:

Nelcy da Silva Campos Filho.
forumconsultoria@uol.com.br
Telefone: 55.81. 999.591.103